Single post

Nova técnica reduz em até 80% o aspecto das estrias

Você sabe o que é uma estria? É quando a pele se rompeu, nasceu uma estria vermelha, e o local depois de um tempo criou uma cicatriz, a estria esbranquiçada. Como é um estágio avançado, o processo de remoção dessa “cicatriz” é bem mais complexo que o da estria avermelhada. Este é um dos problemas estéticos que mais incomodam as mulheres.

As causas são diversas e hoje já é possível minimizar a aparência delas por meio de tratamentos que estimulam a pele a produzir colágeno. É por isso que o mercado de estética investe tanto em pesquisas a fim de encontrar tratamentos eficientes e menos dolorosos para diminuir essa característica que tanto incomoda. Foi nessa evolução de métodos que surgiu o Striort, uma técnica ortomolecular de combate às estrias.

A técnica consiste na combinação de um aparelho a vácuo, associado a produtos com poderosos ativos que aumentam a vascularização da região e regenera as fibras de colágeno. O vácuo que traz o sangue até a superfície da pele, fazendo sangria (tem este nome, mas não sai sangue, ele traz o sangue até a superfície da pele causando uma vermelhidão na região da estria). E por ai já se consegue avaliar o resultado do tratamento. Quanto mais se consegue trazer o sangue até a superfície da pele, melhor será o aspecto final após o tratamento.

A nova técnica já está disponível em Cuiabá, na Clínica Longevittá. O Striort melhora a aparência das estrias brancas em até 80% em apensa três sessões, com resultados perceptíveis já na primeira sessão. “É de fato um método diferente, mais rápido, não invasivo e não-cirúrgico, causa menos desconforto para a paciente e tem um dos melhores custo-benefício da atualidade”, explica a fisioterapeuta da Clínica Longevittá, Eloiza Zimmer.

Leave a Comment