Single post

Perder peso é diferente de emagrecer

Antes de introduzir a explicação sobre a diferença de perder peso e emagrecer preciso alertar sobre dados preocupantes em nossa sociedade. A mudança no estilo de vida, a vida moderna e diversos outros fatores fizeram a sociedades apresentar números alarmantes de obesidade em todo o mundo.

No Brasil, um estudo realizado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) revela que em 2015, 3,3 bilhões de pessoas apresentam sobrepeso e 700 milhões são obesos. Nos EUA os números já atingiram proporções epidêmicas, com 20% de obesos e 30% com sobrepeso. Dados de 1999 demonstravam que 13% das crianças entre 6-11 anos e 14% dos adolescentes entre 12-19 anos apresentavam sobrepeso.

É por isso que este é um dos assuntos mais importantes da atualidade. Quando falamos em emagrecer as pessoas logo pensam em perder peso. No entanto, ao contrário do que todo mundo pensa, eles não são sinônimos. Quando se fala em perda de peso, a pessoa não está tratando a causa da obesidade. Ela apenas está usando de mecanismos paliativos como medicamento para emagrecer ou dietas muito restritivas, o que acaba gerando perda de massa muscular.

Já o emagrecimento está relacionado apenas à redução de qualquer quantidade de gordura corporal e é isso que buscamos na medicina preventiva. Esse processo é que trata a causa da obesidade, que é ajustar os desequilíbrios hormonais, mudança do estilo de vida e comer para emagrecer. Isso significa que não é para parar de comer e sim melhorar a qualidade dos alimentos ingeridos. É tudo isso que faz a manutenção da massa muscular e eliminação da gordura corporal com eficiência e muita saúde.

Vale lembrar também que os músculos são tecidos metabolicamente ativos, ou seja, eles demandam energia a todo o momento, até mesmo quando estamos dormindo. São eles que mais gastam calorias no nosso corpo. Sendo assim, não queremos perder massa muscular, mas sim ganhar ou manter. Pois quanto mais músculos temos, maior a facilidade de perder gordura.

O que sempre digo aos pacientes, amigos e conhecidos é que precisamos cuidar da saúde desde muito cedo para que não seja preciso cuidar de doenças graves no futuro. Por isso uma alimentação saudável combinada com a prática de exercícios pode evitar a avassaladora obesidade, que causa diversas outras enfermidades graves como pressão alta, diabetes, doenças cardiovasculares, colesterol elevado, câncer, infertilidade, dores nas costas, úlceras, infecções na pele e muito mais.

Para que o seu processo de emagrecimento seja efetivo e traga bons resultados para a sua saúde, procure a orientação profissional para o acompanhamento de perto.

Dr. Paulo Salustiano

Diretor Médico da Clínica Longevittá – CRM/MT 4110

Leave a Comment