Single post

‘Comida não é alimento, pode ser remédio’ é tema de palestra

Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) apontam a obesidade como um dos maiores problemas de saúde pública no mundo. A projeção do órgão é que, em 2025, cerca de 2,3 bilhões de adultos estejam com sobrepeso; e mais de 700 milhões, obesos. Quando se trata de problemas cardiovasculares no Brasil, ocorrem cerca de 720 paradas cardíacas por dia e 300 mil casos ao longo do ano, conforme dados da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo (SOCESP).

E sabe com o que essas mortes estão relacionadas? Estão diretamente relacionadas à má alimentação. Essas constatações assustadoras foram abordadas na abertura da palestra do médico Paulo Salustiano no evento Pantanal Cozinha Brasil, no último dia 10.

Com o tema “Comida não é só alimento, pode ser remédio”, Salustiano iniciou o encontro listando os piores e mais prejudiciais alimentos para a saúde. São os alimentos industrializados como bolachas, refrigerantes, macarrão instantâneo, margarina, trigo, leite, temperos prontos, carnes vermelhas, chocolates, frituras e entre outros.

“São as escolhas erradas na alimentação e no estilo de vida que causam as inúmeras doenças da atualidade, como câncer, obesidade, pressão alta, diabetes e muitas outras. Doenças essas que estão dizimando a população pelo mundo todo”, ressaltou o médico.

Para os estudantes e profissionais da gastronomia presentes na paletsra, Salustiano também indicou os alimentos que podem curar. Entre eles está o limão, que de acordo com o médico, previne acidentes cardiovasculares, fortalece o sistema imunológico, retarda o envelhecimento precoce, bloqueia radicais livres, oferecendo assim proteção contra o câncer e demais doenças.

O famoso pequi da região Centro-Oeste também está na lista dos bons alimentos, pois é um poderoso anti-inflamatório e antioxidante, rico em licopeno, carotenóides, ômega 9, ácido palmítico e vitaminas A, B1,B2 e B5.

“A cura e prevenção das doenças é de responsabilidade de cada um, escolhendo os alimentos e nutrientes que ingerem todos os dias. A alimentação combinada com a prática de exercícios, controle do estresse e convivência com a família é o segredo pra uma longevidade saudável”, complementou.

Leave a Comment